A.D.V.T. - Parcerias


Vantagens e desvantagens da prática do Jiu-Jitsu PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Sergio Vita   
Quarta, 19 Janeiro 2011 11:05

VANTAGENS:

Aprendizagem da disciplina e o respeito às regras: No jiu-jitsu o aluno aprende as normas da conduta, no  relacionamento da academia, observando as regras de disciplina, desenvolvendo o conceito de respeito pelos  companheiros, professores ”sensei”. Aprende atitudes simples como a saudação aos mais graduados, polidez no tratamento  com as pessoas, higiene, atenção aos comandos, etc. As regras são igualmente impostas a todos.



  1. Auto confiança e auto-estima: No jiu-jitsu a autoconfiança é desenvolvida através da noção de igualdade entre todos, na possibilidade do fraco superar o mais forte, na igualdade que corrige injustiças, transformando situações desvantajosas em vantagens. A integração no jiu-jitsu leva ao conhecimento de si mesmo, permitindo criar a noção de respeito entre todos, ajudando a sedimentar à auto-estima de cada um.

  2. Melhor controlo das emoções: Tendo maior autoconfiança e aprendendo a canalizar as suas forças, o indivíduo aprende a ter maior controlo das suas atitudes, auto dominando as suas emoções.

  3. Desenvolvimento da coordenação motora: No jiu-jitsu os movimentos obedecem a uma variação muito grande, que requerem concentração e coordenação motora desenvolvida, mesmo aqueles com deficiências na psicomotricidade, conseguem, através dos movimentos repetitivos e em série, melhorar as respostas coordenadoras dos movimentos, tanto do lado esquerdo, como do lado direito do cérebro, já que, todo treino é feito bilateralmente.

  4. Condicionamento dos reflexos: Os praticantes de jiu-jitsu ficam mais rápidos, com os seus reflexos apurados, visto que, o corpo é exigido de diversas formas, tendo que se adaptar rapidamente a novas situações a todo instante, a mente está em alerta para prevenir situações desvantajosas.

  5. Paliativo das tensões: O jiu-jitsu através do seu treino, ajuda a aliviar as tensões do dia-a-dia, canalizando estas energias de forma construtiva, no exercício físico e mental, exigido ao praticante.

  6. Controle da ansiedade: O treino do jiu-jitsu possibilita o controle da ansiedade, através das diversas situações criadas, que imprimem a disciplina da calma, ensinando a esperar o momento certo do ataque e de defesa. O jiu-jitsu controla a ansiedade, ensinando a paciência, não reprimindo a pessoa, que aprende cometendo erros com seus movimentos ansiosos, aprendendo então a controlar as suas acções e temperamento, levando este aprendizado preparado para a vida onde constantemente vivemos momentos em que está presente a ansiedade.

  7. Controle de si mesmo: O jiu-jitsu desenvolve uma imagem exacta de si mesmo, trabalhando com as atitudes reais das pessoas no seu treino, o hipotético é muito pouco usado, desenvolvendo assim um controle maior de si mesmo em diversas situações, o descontrole frequente da dificuldade de se ajustar à imagem verdadeira com a criada pelo exterior, os movimentos de expansão e contracção do corpo e da mente, mostram um espaço verdadeiro, onde se desenvolve o controlo de si mesmo na prática de adequação os espaços.

  8. Integração social respeitando o mais fraco: O jiu-jitsu ensina-nos a respeitar todas as pessoas, inclusive os menos desprovidos fisicamente. No jiu-jitsu vemos constantemente o mais fraco sobrepondo-se ao mais forte através do uso da técnica aprendida, possibilitando corrigir injustiças e ensinar a diferença mútua, independente de tamanho, levando a uma melhor integração social com o melhor discernimento de respeito.

  9. Auxilia o desenvolvimento da inteligência, incute audácia, coragem, agilidade e resistência à dor.

  10. O trabalho psicossomático supõe:
    - Redução da energia YANG (mau carácter, agressividade, etc.)
    - Tonificação da energia YNG (passividade, timidez, indecisão perante a vida, etc.)
    Parte-se do princípio que a pessoa equilibrada promove a felicidade e o bem-estar aos que a rodeiam, o mesmo não ocorre com o desequilibrado (o neurótico) que além de ele próprio sofrer provoca dano às pessoas que o rodeiam. O desequilíbrio entre a energia YANG e YNG produz enfermidade. A sua justa medida será o bem-estar, mental e físico da pessoa e o desfruta. Mas este equilíbrio deve manter-se ou ser restabelecido quando é perdido, porque dele depende a nossa felicidade e das pessoas que nos rodeiam.

DESVANTAGENS:

  1. Como em qualquer desporto o risco de lesões existe. Principalmente se o aluno não for bem orientado.

Actualizado em Sexta, 21 Janeiro 2011 11:41
 

Tem que se registar para fazer um comentário...